É comum observarmos o termo manutenção predial sendo ingenuamente associado apenas à serviços de reparos, como consertos de portões, troca de lâmpadas, limpeza de caixa d’água, etc. Entretanto, a manutenção predial é algo muito mais complexo e de importância vital para qualquer edificação. Trata-se de um conjunto de serviços e atividades regulares que tem como propósito assegurar as condições de conservação e segurança de edificações, o que envolve diversos cuidados que abrangem toda sua infraestrutura. Alguns exemplos destas atividades envolvem os cuidados com:
  • Sistema hidráulico
  • Sistema elétrico
  • Sistema de climatização
  • Segurança
  • Controle de risco de incêndios
  • etc
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) classifica a manutenção predialem alguns tipos:
  • Conservação: atividades rotineiras, realizadas regularmente, referentes à operação e limpeza
  • Reparação: atividades preventivas ou corretivas realizadas antes que a edificação atinja os níveis de qualidade mínimos
  • Restauração: atividades corretivas realizadas após extrapolados os níveis mínimos de qualidade
  • Modernização: atividades preventivas e corretivas que têm como objetivo de fazer com que os processos de recuperação possibilitem que os níveis de qualidade da edificação ultrapassem aqueles inicialmente previstos pelo projeto

QUAL A IMPORTÂNCIA DA MANUTENÇÃO PREDIAL?

Edificações não são produtos descartáveis, mas também não são estruturas eternas e possuem uma vida útil como qualquer outra coisa. Por mais óbvio que isto pareça ser, muitas pessoas ainda não se conscientizaram da real importância da manutenção predial. Ainda consideram os gastos com a manutenção preventiva como desnecessários. Porém se levarmos em consideração o que se gasta com a manutenção em contraposição aos prejuízos e sobre custos gerados por problemas que poderiam ser evitados (para não mencionar o risco à segurança e saúde das pessoas que fazem uso da edificação), podemos considerar que a manutenção predial não se trata apenas de um gasto, mas de um investimento.

O perigo e os prejuízos causados pela negligência com a manutenção são visíveis em diversos casos em que os edifícios acabam sendo inutilizados muito antes de sua vida útil projetada, o que pode colocar a saúde e a segurança de pessoas em risco, além de imensos sobre custos.

Fechar Menu